SelfCleaning na Spartan: autolimpeza agora integra o manual de boas práticas

Os colaboradores adoraram o conceito e utilizam com frequência maior do que determinamos como procedimento padrão”, David James Drake, presidente da Spartan do Brasil

Com design exclusivo, prática e portátil, a estação SelfCleaning deixa sempre à mão um limpador geral à base de peróxido e panos descartáveis para higienização frequente e segura de objetos e mesas no trabalho, que pode ser realizada pelo colaborador quando ele quiser, de maneira simples e eficiente.

A Spartan, fabricante mundial de produtos de limpeza há mais de 60 anos, começou em 2020 a utilizar o SelfCleaning em seu escritório no país – já em meio à pandemia que enfrentamos. A seguir, você pode conferir a entrevista com David James Drake, presidente da Spartan do Brasil, sobre a experiência com o SelfCleaning e a reação dos colaboradores.

SelfCleaning na Spartan

RL – Você conseguiu disseminar o uso do SelfCleaning entre os seus colaboradores? Qual foi o maior desafio?

David – O uso do SelfCleaning se tornou parte do nosso manual de boas práticas de higienização das estações de trabalho. Instalamos em todos os departamentos das áreas administrativas, logística e industrial e não houve desafio na implantação, pelo contrário, os colaboradores adoraram o conceito e utilizam com frequência maior do que determinamos como procedimento padrão.

RL – Qual impacto essa solução teve no dia a dia do escritório?

David – A implantação do SelfCleaning fez com que os colaboradores se sentissem empoderados, ou seja, com autonomia na higienização de suas estações de trabalho sempre que sentem necessidade. A sensação de segurança dos colaboradores tem impacto positivo direto na sua produtividade e no clima do ambiente de trabalho.

RL – Você acredita que a pandemia da Covid-19 valoriza ainda mais o conceito da autolimpeza? Por quê?

David – Sem dúvidas que sim. A RL foi a primeira a pensar nisso, antes mesmo da pandemia. Lembro-me de ter sido apresentado ao SelfCleaning há dois anos, durante uma visita à RL de São Paulo. A Spartan, por ser fabricante de produtos químicos essenciais no combate ao coronavírus, não parou suas atividades e foi preciso pensar rapidamente em protocolos de higienização que protegessem nossos colaboradores. Fomos um dos primeiros a implantar o SelfCleaning e o sucesso é facilmente percebido em nossa empresa.

RL – Você acha que as pessoas se sentem mais seguras ao realizar a limpeza do próprio espaço?

David – Com certeza. Nossos colaboradores se sentem seguros e tranquilos durante o expediente, pois sabem que sua estação de trabalho está protegida.

RL – Comentários adicionais?

David – Gostaria de parabenizar a RL pelo pioneirismo do SelfCleaning, que hoje se tornou tendência pela importância da higienização das áreas e praticidade, além do design moderno. O SelfCleaning ganhou tanta importância em nossa empresa que o utilizamos, inclusive, em um vídeo que produzimos: “Processos de Higienização de Escritórios em Tempos de Pandemia”, disponível no canal do Youtube Spartan do Brasil.

Por |2020-10-13T09:27:50-03:0002/07/2020|Sem categoria|Comentários desativados em SelfCleaning na Spartan: autolimpeza agora integra o manual de boas práticas
Ir ao Topo