GRUPAS RL LIVE: Pandemia e a saúde mental das pessoas

Com edição online, foi possível a realização de dois encontros do GRUPAS RL LIVE neste ano, atendendo ao momento de uma mudança importante, disruptiva e desafiadora: a pandemia.

pandemia saúde mental

O segundo encontro foi motivado pelas questões: Como a pandemia afetou a saúde mental das pessoas? Qual o papel dos gestores de facilities no bem-estar e na adaptação aos novos espaços para um ambiente mentalmente saudável?

Mudanças de rotina, tensão pelos acontecimentos, novos hábitos e cuidados e aumento das demandas da sociedade, ainda mais essenciais, por limpeza e higiene são alguns dos fatores que reforçam a importância e necessidade de abordar o tema da saúde mental. Para falar sobre o assunto, o encontro contou com a presença do Prof. Dr. Renato Luiz Marchetti, médico psiquiatra da FMUSP.

Maior volume de trabalho durante a pandemia

Participação ainda de Bernardino Costa, presidente do GRUPAS, Edjane Silva, especialista da RL Higiene, que realizou a abertura, e Ricardo Vacaro, diretor-geral da RL Higiene, que promoveu algumas enquetes durante o encontro. “Como está o seu volume de trabalho durante a pandemia em relação ao período anterior?” foi a primeira delas e seu resultado reforçou a importância do assunto: 72% dos participantes registraram volume de trabalho maior durante a pandemia, enquanto 14% afirmaram ter volume menor ou igual neste período.

“A pandemia impactou a todos nós em nossa dinâmica emocional e mental, em menor ou maior grau, e as pessoas têm mais ou menos recursos para lidar com isso. Se fala muito em saúde mental, mas é um tema difícil de tratar, porque normalmente não é exposto por quem está passando por alguma experiência dessa natureza. Fico muito feliz que o GRUPAS topou trazer um assunto desta importância, neste período que vivemos, para termos, através da fala do Dr. Renato, mais repertório e ferramentas para lidar com o assunto e mais empatia para reconhecer e ajudar quem precisa de ajuda”, iniciou Ricardo.

Assista à integra do GRUPAS RL LIVE:

Para o Dr. Renato, a saúde mental está atrelada à ameaça que a Covid-19 representa neste momento. “É um risco importante que pode afetar a todos com implicações sociais e econômicas, pois a situação quebrou a rotina e a capacidade de prever o futuro, trazendo a angústia como resultado desta imprevisibilidade, o que gera o stress. Além disso, o afastamento, isolamento e/ou convívio forçado com a família, devido ao aumento do número de horas de convivência trouxe uma carga de stress adicional”, destacou, listando problemas e consequências para a saúde mental mais frequentes no período de pandemia:

Problemas que a pandemia de Covid-19 trouxe:

  • Risco ou ocorrência de doenças, sequelas, mortes (pessoas ou entes queridos);
  • Risco ou ocorrência de perda financeira, ruína econômica;
  • Quebra da rotina e imprevisibilidade de retorno à normalidade;
  • Afastamento, isolamento social ou convívio prolongado forçado (quarentena);
  • Excesso de trabalho;
  • Prejuízo de acesso a serviços de saúde física, mental;
  • Dilema de decisão de trabalhadores de saúde no front;
  • Estigma.

Consequências psicológicas comuns vindas do resultado desse stress:

  • Cansaço;
  • Frustração, irritação e agressividade;
  • Medo;
  • Tristeza;
  • Sono ruim;
  • Lembrança traumática;
  • Comportamentos compulsivos (comida, álcool, fumo, drogas, sexo, trabalho, TV, Internet, redes sociais).

Transtornos reais

Dr. Renato apresentou ainda como todos esses efeitos podem resultar em transtornos reais, que afetam a saúde física e mental das pessoas:

  • Burnout (Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso, que tem três causas distintas: esgotamento, distanciamento emocional e redução da eficácia);
  • Ansiedade, fobias;
  • Estresse pós-traumático;
  • Problemas alimentares;
  • Abuso ou dependência de álcool, fumo, drogas, sexo, trabalho, TV, redes sociais;
  • Abuso, violência doméstica;
  • Piora de doença mental prévia;
  • Depressão, suicídio.

Papel dos gestores de facilities

Então, qual pode ser o papel dos gestores de facilities no bem-estar e na adaptação aos novos espaços para um ambiente mentalmente saudável? “O princípio básico é que as pessoas têm que cuidar de si mesmas e das outras pessoas com quem elas trabalham, criando uma rede de ajuda”, sinaliza Dr Renato, indicando 10 boas práticas e hábitos, baseados em recomendações oficiais da Organização Mundial de Saúde (OMS):

  • Atualize-se com informações precisas sobre a Covid-19 (mas faça uma pausa na informação);
  • Estabeleça rotinas diárias e cumpra-as;
  • Coma bem, durma o suficiente e faça exercício físico;
  • Minimize o consumo de álcool, drogas, nicotina e cafeína;
  • Faça uma atividade de que goste ou faça sentido para você;
  • Tire cinco minutos do seu dia para falar com um amigo ou familiar (telefone, preferencialmente via vídeo);
  • Experimente uma atividade para relaxar (exemplo: respiração profunda e relaxamento);
  • Seja realista sobre o que pode e o que não pode controlar (círculos de controle), já que tem ações que independem de nós;
  • Fale com o seu chefe, supervisor ou colega sobre como está se sentido em relação ao trabalho;
  • Caso necessário, procure ajuda especializada (psicólogo, psiquiatra).

Uma enquete final, que avaliou qual a expectativa dos participantes sobre como será o futuro, trouxe um resultado otimista: 67% acreditam que vai melhorar. “Esse percentual comprova que, como eu, as pessoas têm esperança e lutam por um futuro melhor”, finalizou Ricardo Vacaro.

*Confira também como foi o primeiro encontro do GRUPAS RL LIVE deste ano.

Por |2020-10-29T10:26:09-03:0009/10/2020|Sem categoria|Comentários desativados em GRUPAS RL LIVE: Pandemia e a saúde mental das pessoas
Ir ao Topo